Governo de Bangladesh dá por encerrado motim de guardas rebeldes

DACA - O governo de Bangladesh deu por encerrado o motim de várias centenas de guardas de fronteiras que começou na quarta-feira no quartel-general de Daca, onde entraram forças policiais.

EFE |

"A situação está sob o controle completo do governo. Os membros do BDR (os Bangladesh Rifles) entregaram suas armas totalmente", disse à imprensa Abul Kalam Azad, porta-voz da chefe do governo.

A imprensa bengalesa informou que veículos da polícia entraram no complexo do BDR no centro de Daca e tomaram o controle de sua cerca principal e do paiol, enquanto os amotinados balançavam bandeiras brancas e soltavam os reféns.

A entrega de armas foi realizada na presença da ministra do Interior, Sahara Khatun, que tinha entrado no quartel no começo da tarde, pela segunda vez, para conseguir a rendição total dos guardas que ainda insistiam em sua revolta.

O motim, que durou quase um dia e meio, começou na quarta-feira, após uma discussão que ocorreu depois de um tiroteio entre guardas do corpo, que reivindicavam melhorias salariais, e seus altos comandantes, que pertencem ao Exército.

Um membro do governo calculou na quarta-feira que o conflitou causou 50 mortes, mas oficialmente só foram confirmadas 12, entre elas a de três civis.

A rendição ocorre após uma severa advertência da primeira-ministra, Sheikh Hasina, que, em mensagem televisionada, ameaçou os guardas a entregar suas armas, advertindo que, caso contrário, usaria a força contra eles. Pouco depois, o Exército enviou mais tanques para cercar o complexo, que se uniram às centenas de soldados mobilizados desde ontem.

Leia mais sobre Bangladesh

    Leia tudo sobre: bangladesh

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG