Governo das Maldivas prepara reunião ministerial subaquática

Ministros do governo das Maldivas realizaram testes embaixo dágua nesta sexta-feira como preparação para uma reunião ministerial que acontecerá a seis metros de profundidade no mar para destacar a ameaça do aquecimento global. Durante a reunião, os ministros devem assinar um documento que será levado para a Conferência de Mudanças Climáticas da ONU em dezembro, em Copenhague, pedindo um corte global nas emissões de carbono.

BBC Brasil |

Onze dos 14 ministros participarão da atividade, além do presidente, Mohammed Nasheed.

Eles estão treinando há semanas para mergulhar e a comunicação durante a reunião será feita com quadros brancos e sinais. Cada ministro será acompanhado por um mergulhador qualificado.

Segundo as autoridades, o mergulho é "um pouco de diversão" com a intenção de enviar uma mensagem séria sobre o ambiente.

As Maldivas estão localizadas aproximadamente 2,1 metros acima do nível do mar e o governo afirma que o arquipélago enfrenta a ameaça de desaparecer se o nível dos oceanos continuar a subir.

Depois da reunião, o presidente Nasheed, que é um mergulhador qualificado, também irá realizar uma coletiva de imprensa embaixo d'água.

Na reunião da ONU sobre o clima, na Dinamarca, será discutido um novo tratado internacional para substituir o Protocolo de Kyoto, que estabelece limites às emissões de gases do efeito estufa e que expira em 2012.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG