Governo da Venezuela recupera controle da prisão Rodeo 2

Ministro diz ter alcançado solução pacífica para crise em penitenciária onde mais de mil presos enfrentavam a polícia

iG São Paulo |

O ministro do Interior da Venezuela, Tareck El Aissami, afirmou nesta quarta-feira que o governo do país recuperou o controle da prisão Rodeio 2, onde mais de mil presos estavam armados e entricheirados havia 27 dias.

"Resolvemos (a situação) de maneira pacífica e neste momento temos controle absoluto de Rodeo 2", afirmou El Aissami à imprensa estatal, sem mais detalhes. Ele acrescentou que todos os presos foram levados ao pátio da prisão e já estão sob custódia dos guardas nacionais.

AP
Parentes de presos de Rodeo 1 aguardam notícias sobre confronto entre internos (13/6)

A crise na penitenciária começou em meados de junho, quando um confronto armado entre internos da prisão Rodeo 1, no Estado de Miranda, deixou 22 mortos. Segundo o diretor do Observatório Venezuelano de Prisões (OVP), Humberto Prado, a prisão, que tinha capacidade para 750 presos, abrigava mais de 3,6 mil detentos.

Em 17 de junho o governo venezuelano lançou uma operação de desarmamento com 5 mil soldados da Guarda Nacional e conseguiu controlar Rodeo 1.

A ação desencadou uma série de confrontos que matou um prisioneiros e dois integrantes da Guarda Nacional. Um grupo de cerca de mil presos se recusou a passar pela revista e afirmou ter uma grande quantidade de armas para enfrentar os policiais. Desde então, eles estavam entricheirados em Rodeo 2.

De acordo com autoridades, no último mês foram apreendidos sete rifles, cinco espingardas, 20 revólveres, oito granadas, 5 mil cartuchos de balas, 53 kg de cocaína e o equivalente a R$ 37,7 mil em moeda venezuelana.

A crise na penitenciária estourou durante o período em que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, passava por tratamento contra câncer em Cuba. Na época, o vice-presidente garantiu que o líder acompanhava a situação e tinha ordenado a formação de uma equipe de trabalho para erradicar as máfias que se apoderaram da administração das penitenciárias.

Organizações não-governamentais dizem que a Venezuela tem uma população carcerária de cerca 44,5 mil pessoas, mas só tem capacidade para acomodar 15 mil. Mais de 300 presos morrem todos os anos vítimas da violência e das condições desumanas.

Com EFE

    Leia tudo sobre: venezuelarodeo 1rodeo 2chávezcadeia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG