Governo da Tailândia suspende estado de emergência em Bangcoc e 5 províncias

Bangcoc, 24 abr (EFE).- O primeiro-ministro da Tailândia, Abhisit Vejjajiva, anunciou nesta sexta-feira (hora local) a suspensão do estado de emergência decretado há 12 dias em Bangcoc e em cinco províncias vizinhas à capital por conta dos protestos contra o Governo.

EFE |

Vejjajiva disse que a medida busca a reconciliação com os opositores conhecidos como "camisas vermelhas", seguidores do ex-premiê Thaksin Shinawatra, derrubado por um golpe de Estado em 2006 e que está foragido da Justiça.

Segundo um porta-voz do Governo, o estado de emergência deixou de estar em vigor à 1h (15h de Brasília desta quinta-feira).

A suspensão da medida restabelece as liberdades civis e coloca em liberdade todas as pessoas que foram detidas em função do decreto, menos as acusadas de terem participado de atos violentos.

Na quinta-feira, o Parlamento tailandês concluiu dois dias de sessões convocadas para que os partidos aparassem suas arestas e pusessem fim à crise das manifestações contra o Governo, que deixaram um saldo de dois mortos e 123 feridos nas ruas de Bangcoc.

Os protestos entre os opositores terminaram na terça-feira, com a rendição dos cerca de 2.000 manifestantes que estavam entrincheirados em torno do Palácio do Governo, bloqueado pelos protestos durante 20 dias.

Há três anos, a Tailândia vive uma profunda crise política e institucional, devido à disputa entre os seguidores e os detratores de Shinawatra, que está em paradeiro desconhecido e que teve seu passaporte invalidado pelo Executivo atual. EFE grc/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG