Nova Délhi, 28 ago (EFE).- O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, anunciou que destinará 10 bilhões de rúpias (US$ 229 milhões) para as operações de resgate nas inundações que já deixaram 55 mortos no estado de Bihar (norte).

Além disso, serão distribuídas 125 mil toneladas de cereais para os desabrigados, segundo a agência "Ians".

As inundações causadas pelo transbordamento e mudança de curso do rio Kossi obrigaram quase 1,4 milhão de pessoas a abandonarem suas casas, enquanto pelo menos 1 milhão precisam ser retiradas de áreas de risco para locais seguros, segundo o diretor do Departamento de Gestão de Desastres de Bihar, Nitish Mishra.

Até agora, apenas 90 pessoas foram evacuadas, pois os trabalhos de resgate se tornam mais difíceis porque as autoridades não dispõem de barcos suficientes e por causa das fortes enxurradas.

Singh, que sobrevoou hoje as regiões atingidas pelas enchentes ao lado da presidente do governista Partido do Congresso, Sonia Gandhi, disse que a situação é de "calamidade nacional".

Enquanto isso, o chefe do Governo regional, Nitish Kumar, afirmou que as chuvas de monções afetaram mais de 2,5 milhões de pessoas e 15 distritos de Bihar.

Kumar aconselhou que os moradores de Bihar se dirigissem para áreas mais seguras, já que as regiões afetadas permanecerão inundadas durante vários meses.

Além disso, Kumar pediu que Singh busque uma solução permanente, já que Bihar, um dos estados mais pobres e populosos da Índia, sofre com especial virulência os efeitos da temporada de chuvas. EFE mb/wr/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.