Governo cubano confirma que 41 pessoas morreram com gripe A

Havana, 21 dez (EFE).- O Governo cubano confirmou neste domingo que 41 pessoas morreram na ilha por causa da pandemia da gripe A, a maioria por problemas crônicos.

EFE |

O presidente Raúl Castro disse que foram registrados 973 casos da doença, em seu discurso de encerramento da última sessão deste ano da Assembleia Nacional do Poder Popular (Parlamento).

Também advertiu que a chegada do inverno e o aumento das visitas de turistas à ilha demandarão "a intensificação" das medidas preventivas contra a pandemia.

Raúl qualificou de "bem-sucedido" o plano de enfrentamento iniciado no país para prevenir a propagação da gripe A.

Em outubro as autoridades cubanas tinham informado sobre sete mortes por causa da pandemia e um número de infectados de 695 casos.

Cuba lançou uma campanha informativa nos meios de comunicação e espaços públicos para descrever os sintomas da gripe A e divulgar medidas preventivas. EFE rmo/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG