Zagreb, 19 out (EFE).- O Governo croata anunciou algumas medidas contra a conduta nazista de torcedores radicais em eventos esportivos do país, informou à imprensa local o vice-presidente Djurdja Adlesic.

Adlesic se referiu à possibilidade de registrar o nome de todos os presentes nos estádios para que, segundo ele , "seja mais fácil processar os violentos".

Coros e cânticos nazistas e racistas não são uma novidade no país, mas a escalada notória dos últimos tempos provocou uma reação das autoridades.

O próprio presidente Stjepan Mesic se mostrou irritado com estas mensagens, que incluíam insultos à comunidade cristã-ortodoxa, à qual pertence a minoria sérvia.

"Espero medidas rigorosas. É necessário eliminar das tribunas todos aqueles que não têm ligação com a esportividade. Isto não se faz no mundo civilizado", declarou Mesic.

A federação de futebol local foi multada na última semana em 30 mil euros por conta dos coros racistas, em Zagreb, dirigidos ao jogador inglês Emile Heskey, que é negro. EFE op/rb/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.