Governo com Hamas deverá reconhecer Israel, diz Abbas

RAMALA - O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, assegurou neste sábado que qualquer Governo de união com os islamitas do Hamas deverá reconhecer Israel, e pediu que o novo Governo israelense respeite os acordos de Annapolis e prossiga com as negociações de paz.

EFE |


Clique para ver o infográfico

Em entrevista coletiva em Ramala com o alto representante para a Política Externa e Segurança Comum da União Europeia (UE), Javier Solana, Abbas afirmou que os islamitas, com os quais desde a segunda-feira negocia no Egito a reconciliação nacional, deverão "respeitar o princípio de dois Estados para dois povos".

"Avançamos rumo a um Governo de união nacional que esteja comprometido com nossos princípios e obrigações, entre eles a visão de dois Estados e os acordos assinados", declarou.

Abbas também exigiu respeito ao próximo Governo de Israel, que estará liderado pelo direitista Benjamin Netanyahu.

Fontes do Governo islamita em Gaza responderam que não reconhecerão Israel, e explicaram que qualquer condição às negociações do Cairo derrubará o diálogo iniciado na segunda-feira para resolver as diferenças entre Fatah e Hamas.

"O Hamas não aceitará fazer parte de um Governo que reconheça Israel", assegurou em Gaza o movimento.

Leia mais sobre: Faixa de Gaza

    Leia tudo sobre: faixa de gazafatahgazahamasisrael

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG