Governo colombiano nega criminalização denunciada por indígenas à ONU

Bogotá, 16 ago (EFE).- O Governo colombiano negou hoje ter incriminado os povos indígenas do país, em resposta a denúncias feitas esta semana à Organização das Nações Unidas (ONU) por representantes das comunidades, e ratificou sua disposição ao diálogo.

EFE |

"Em nenhum momento houve uma criminalização dos povos indígenas por parte do Governo nacional e, de fato, não há investigações contra povo indígena algum", aponta um comunicado do Ministério de Interior e de Justiça da Colômbia, divulgado hoje.

O texto acrescenta que o Governo "manifesta de maneira permanente e notória sua disposição ao diálogo com as organizações, povos e autoridades indígenas e reitera isso publicamente".

Esta semana, na sessão anual em Genebra do Conselho Contra a Discriminação Racial da ONU, representantes de várias organizações indígenas da Colômbia denunciaram que o Governo de Álvaro Uribe não melhorou a situação.

"Não vimos avanços com o Governo de Uribe, mas ao contrário, incriminaram os povos indígenas", afirmou Luis Evelis Andrade, conselheiro maior da Organização Nacional Indígena da Colômbia (ONIC).

"O que vemos é impunidade. O Governo não abriu investigações sobre o assassinato de 64 indígenas pelos diferentes grupos armados neste ano", disse Andrade. EFE mb/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG