Governo colombiano exige das Farc compromisso de libertação de seis reféns

O governo colombiano exigiu que as Farc cumpram o compromisso de libertar seis reféns, como a guerrilha prometeu em dezembro, e que informem de maneira imediata a data e o local da libertação.

AFP |

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram a libertação unilateral de seis reféns em seu poder: um militar, três policiais e dois políticos. Para a entrega exigiram a presença de um mediador internacional, o que não foi aceito pelo presidente colombiano, Alvaro Uribe.

"Dadas as condições para a libertação de sequestrados, só resta que as Farc cumpram com sua palavra e informem, de maneira imediata, dia e local da libertação", afirmou o alto comissário de paz do governo, Luis Carlos Restrepo.

Entre os reféns que devem ser libertados estão Alan Jara e Sigifredo López, os dois últimos políticos que integram o grupo de 28 reféns que os rebeldes pretendem trocar por 500 guerrilheiros presos.

Leia mais sobre: Farc

    Leia tudo sobre: farc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG