Governo colombiano está disposto a ser generoso com quem abandonar as armas

Madri, 6 fev (EFE).- O chanceler da Colômbia, Jaime Bermúdez, afirmou hoje que o Governo de seu país está disposto a ser generoso com aqueles que decidam abandonar as armas, embora sem afrouxar a pressão militar sobre a guerrilha, com o objetivo de conseguir a liberdade de todos os sequestrados.

EFE |

Bermúdez, que terminou hoje sua visita à Espanha dentro de uma viagem que o levou por cinco países europeus, disse que o Governo da Colômbia atuará com toda a força para combater militarmente enquanto persistirem os atos de terror, mas também, com toda a generosidade para que se decidam a deixar as armas.

O chanceler, um dos homens mais próximos ao presidente Álvaro Uribe, ressaltou em um encontro com a imprensa que do Governo continuam abertas as portas para explorar opções.

Jaime Bermúdez insistiu na necessidade de buscar alternativas de paz, que permitam, com certas condições, oferecer algum tipo de incentivo que motive as pessoas que empunham as armas a retornar à democracia. EFE me/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG