Governo colombiano descarta eventual mediação de Cuba em diálogo com Farc

Costa do Sauípe (Bahia), 17 dez (EFE).- O vice-presidente da Colômbia, Francisco Santos, descartou hoje uma eventual mediação do Governo de Cuba no processo de diálogo com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

Após uma reunião com o vice-presidente cubano Ricardo Cabrisas na Costa do Sauípe, Santos disse à Agência Efe que "não se falou nada das Farc, pois no tema das negociações de paz na Colômbia o presidente (Álvaro) Uribe disse, por enquanto, que deseja que seja uma relação direta".

"É melhor que não tenhamos intermediários no momento, para ver se há a possibilidade de se avançar em algo", acrescentou.

Santos agradeceu a Cuba por sua "generosidade e solidariedade" no processo de diálogo com o Exército de Libertação Nacional (ELN).

"Nas reuniões informais com o presidente (cubano), Raúl Castro, lhe agradecemos sua solidariedade para encontrar saídas de paz para a Colômbia. Agora, este processo, por decisão do ELN, não avançou nem achamos que vá avançar", lamentou.

O vice-presidente se referiu, por outro lado, à participação da Colômbia nas inúmeras cúpulas realizadas na Costa do Sauípe. EFE wgm/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG