Governo colombiano calcula que Farc terão menos de 3 mil homens em 2009

Bogotá, 17 jun (EFE).- As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) terão menos de 3 mil homens em 2009 se a taxa de desmobilizações dessa guerrilha for mantida, informou hoje o Governo colombiano.

EFE |

O conselheiro presidencial para a reintegração, Frank Pearl, revelou que, durante 2008, 1.506 combatentes das Farc foram desmobilizados e disse acreditar que até o final do ano esse número chegue aos 3 mil.

"Se no ano que vem continuar com a mesma tendência, em dezembro de 2009 as Farc terão menos de 3 mil pessoas armadas", destacou Pearl.

Cálculos das Forças Militares colombianas afirmam que atualmente o número de combatentes das Farc não chega a 8 mil.

Segundo Pearl, a contínua desmobilização de rebeldes está relacionada à ação e pressão da Polícia em diferentes regiões.

Para o conselheiro, essa guerrilha mantém seus homens em condições muito difíceis, "sem abastecimentos, sem logística".

"Além disso, (os guerrilheiros) estão se dando conta que estão perdendo os melhores anos de sua vida em algo que não vale a pena", defendeu o funcionário.

Pearl assegurou que o programa de reintegração dirigida por ele está preparado para "receber todos os membros" das Farc e de outras organizações armadas que decidam se desmobilizar e se reintegrar à sociedade. EFE rrm/bm/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG