Governo colombiano afirma que Farc têm células de apoio em 26 países

A guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) criaram células de apoio em 26 países e gerenciam cerca de dois bilhões de dólares anuais, indicou nesta quarta-feira o governo colombiano em um relatório enviado à Interpol, baseado em dados encontrados nos computadores apreendidos em acampamentos rebeldes.

AFP |

"Das profundezas da selva, as Farc conseguiram estabelecer contatos, conexões e células de apoio em pelo menos 26 países", afirma o diretor da polícia colombiana, general Oscar Naranjo, citado em um comunicado da presidência.

Naranjo, que segundo a presidência apresentou o relatório em São Petersburgo, na Rússia, na 77 assembléia da Interpol, disse que a informação foi encontrada nos computadores apreendidos na operação das tropas colombianas no Equador que terminou com a morte de Raúl Reyes, número dois das Farc, em março deste ano.

O oficial estimou ainda que as Farc contam atualmente com 10.000 combatentes.

mck-hov/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG