Governo chinês leva mexicanos em quarentena a hotel perto de Xangai

Xangai (China), 4 mai (EFE).- Os 45 mexicanos preventivamente colocados em quarentena em Xangai pela ameaça de gripe suína foram levados a um hotel em Lingang, a 75 quilômetros do centro desta cidade chinesa.

EFE |

A informação foi confirmada à Agência Efe pelo cônsul geral do México em Xangai, Miguel Barrio. Segundo ele, todos estão "confortavelmente instalados" no hotel.

Nenhum dos mexicanos isolados apresenta sintomas gripais por enquanto, mas eles devem permanecer em quarentena até a chegada de um avião do Governo mexicano para levá-los de volta ao seu país, prevista para as próximas horas.

O cônsul disse que a "grande maioria" planeja retornar ao país, mas alguns estudantes querem continuar suas aulas em Xangai e podem decidir passar toda a quarentena na China.

O maior grupo de mexicanos isolados, um total de 27 - incluindo a tripulação do segundo avião da Aeroméxico que chegou ao país na quinta passada - estava até agora em um hotel na zona financeira de Xangai. A transferência do grupo foi feita com cerca de 14 ambulâncias e durou mais de uma hora e meia.

Outros quatro mexicanos devem se juntar ao grupo. Dois estão em um hospital da cidade de Yiwu, e igual número em Hangzhou, a 170 quilômetros, ambas as localidades ficam na província vizinha de Zhejiang.

"A comunidade mexicana colaborou o tempo todo com as autoridades e elas, no caso de Xangai, nos informaram o tempo todo onde estavam as pessoas isoladas e nos permitiram ter acesso a elas", contou Barrio.

"O tratamento foi bom em Xangai", concluiu o cônsul mexicano, em contraste com as dificuldades enfrentadas pelos diplomatas latino-americanos em Pequim para obter informação e prestar apoio às pessoas.

Os 49 mexicanos isolados no leste da China que estiveram no país nos últimos 14 dias ou em contato com outros que vieram de lá. EFE jad/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG