Londres, 21 ago (EFE).- Um dispositivo com dados pessoais de milhares de criminosos foi extraviado no Reino Unido, em um novo caso de perda de documentos confidenciais, confirmou hoje o Ministério do Interior britânico.

A empresa PA Consulting, terceirizada pelo Ministério do Interior, perdeu informações sobre dez mil criminosos reincidentes, assim como dos 84 mil detentos de prisões da Inglaterra e de Gales.

Uma porta-voz desse Ministério afirmou que foi aberta uma "investigação rigorosa" sobre o fato e que a Polícia foi alertada.

Como a própria fonte confirmou, o dispositivo guarda também dados do computador nacional da Polícia sobre 30 mil pessoas condenadas por diversos delitos seis ou mais vezes neste país durante o último ano.

Como vários casos deste tipo se repetiram desde o ano passado no Reino Unido, a oposição conservadora criticou hoje duramente o Governo.

O porta-voz do Partido Conservador Dominic Grieve declarou que "o mais escandaloso é que não é a primeira vez que o Governo demonstra ser completamente incapaz de proteger a integridade de informação altamente delicada, o que o torna incapaz" de dar segurança.

Já tinham sido roubados e extraviados 747 computadores portáteis que guardavam informação desse departamento durante os últimos quatro anos, como o próprio Ministério da Defesa do Reino Unido admitiu no mês passado.

Além disso, o Governo britânico perdeu em junho documentos confidenciais em vários trens, alguns deles com dados sobre a rede terrorista Al Qaeda e sobre o Iraque.

No final de 2007, igualmente, um disco rígido que continha nomes e números de contas bancárias de milhões de pessoas que recebem subsídios neste país se perdeu quando era enviado pelo correio de um escritório governamental a outro. EFE pa/bm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.