evitem multidões - Mundo - iG" /

Governo britânico pede a grávidas que evitem multidões

O governo britânico aconselha mulheres grávidas e pais com filhos menores de cinco anos de idade que evitem multidões e viagens desnecessárias no transporte público para reduzir o risco de contaminação pela gripe suína. As orientações do governo estão sendo relançadas neste domingo, depois que uma mulher que havia contraído o vírus morreu pouco depois de dar à luz.

BBC Brasil |

Uma outra organização que dá conselhos e acompanhamento para grávidas, no entanto, a National Childbirth Trust, foi acusada de "assustar" o público, ao sugerir que mulheres que estejam pensando em engravidar adiem o projeto até que passe a pandemia da gripe.

A organização afirmou em seu website que "o Ministério da Saúde aconselha que pode ser sensato para aqueles que estão tentando engravidar adiar a concepção enquanto a pandemia estiver presente".

Representantes do Royal College of General Practioners, que reúne clínicos gerais, disseram ao jornal britânico The Observer que esta foi uma "reação desproporcionada".

O ex-ministro da Saúde, Alan Johnson, concordou que dizer que as mulheres não devem engravidar neste momento é uma "reação exagerada".

O Ministério da Saúde afirma que o conselho é para que os casais planejem a gravidez cuidadosamente, mas que não há qualquer recomendação para adiar a gravidez.

Higiene
Segundo o Ministério da Saúde, "gestantes são mais vulneráveis a qualquer tipo de gripe".

A preocupação sobre os efeitos da gripe suína em grávidas ou mães de recém nascidos aumentou desde a morte de Ruptara Miah, de 39 anos, no hospital Whipps Cross, em Londres. As informações são de que seu bebê estaria bastante doente, recebendo tratamento intensivo.

Outro bebê de seis meses de idade morreu em Londres vítima do vírus.

As orientações do Ministério da Saúde, relançadas neste domingo, se baseiam nas recomendações do Royal College of Midwives, que reúne parteiras envolvidas no acompanhamento pré-natal e nascimento de grande parte dos bebês na Grã-Bretanha.

Especialistas em saúde afirmam que grávidas podem sofrer complicações se contraírem o vírus da gripe suína, como pneumonia, dificuldades de respiração e desidratação, porque seus sistemas imunológicos são afetados durante o período.

Crianças pequenas também são mais vulneráveis ao vírus.

A orientação para as grávidas é de que pratiquem bons hábitos higiênicos, lavando as mãos frequentemente com água e sabão, e que evitem multidões sempre que possível.

O serviço público de saúde britânico ressalta, no entanto, que a maior parte das grávidas que contrair a gripe suína vai apresentar apenas sintomas leves e deve se recuperar em uma semana.

Até agora, 29 pessoas morreram por causa da gripe suína na Grã-Bretanha, e o governo já alertou que o número de mortes por conta do vírus pode variar entre 19 mil e 65 mil durante o inverno.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG