BRASÍLIA - O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, anunciou nesta quarta-feira, em Brasília, que o governo brasileiro vai disponibilizar US$ 15 milhões - R$ 26,4 milhões, no câmbio desta quarta-feira - para ajudar o Haiti a se recompor do terremoto que devastou o país. Ele, contudo, não soube dizer de onde sairá o dinheiro.


"Estamos tentando disponibilizar essa verba. Parte será do Itamaraty, mas vamos ver isso nos próximos dias", disse. A ajuda é maior já anunciada pelo Brasil, de acordo com Celso Amorim. Antes, o governo havia repassado US$ 10 milhões para a Palestina.

Amorim contou que ainda não conseguiu fazer contato com nenhuma autoridade haitiana. O país enfrenta sérias dificuldades de comunicação por causa da tragédia.

Segundo o ministro, o prédio da embaixada brasileira em Porto Príncipe ficou destruído por causa do tremor. Os três diplomatas brasileiros mais os quatro funcionários que trabalhavam no local estão bem, afirmou ele, e foram deslocados para um centro cultural brasileiro na capital do Haiti.

Sobre a instabilidade no país, que pode ser agravada ainda mais em decorrência do desastre, "carece de atenção", segundo declarou o chanceler brasileiro. "Mas o que aconteceu deve reforçar ainda mais na comunidade internacional a necessidade de ajudar o país", ressaltou.

Leia também:

Leia mais sobre terremoto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.