Governo boliviano autoriza contrair empréstimo de US$ 230 mi do Brasil

O presidente da Bolívia, Evo Morales, firmou nesta quarta-feira um decreto que autoriza contrair um empréstimo de 230 milhões de dólares do Brasil para a construção de uma estrada, o que será acertado em breve com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

AFP |

"Através do decreto supremo 29642, o gabinete de ministros autorizou a ministra do Planejamento, Graciela Toro, ou o embaixador da Bolívia no Brasil, Mauricio Dorfler, a assinar o citado empréstimo", revelou a agência estatal de notícias ABI.

O empréstimo permitirá asfaltar 412 km da estrada entre Rurrenabaque, ao norte de La Paz, e Riberalta, no extremo noreste da Bolívia, na zona da fronteira com o Brasil.

O trecho faz parte da estrada que ligará La Paz a Porto Velho, com extensão de 600 km.

Para viabilizar a obra, os presidentes Lula e Morales firmarão um acordo nesta sexta-feira, em Riberalta, com a presença de outro líder regional, Hugo Chávez, da Venezuela.

"O acordo de presidentes favorecerá o desenvolvimento do país em seu conjunto", afirmou o porta-voz do governo boliviano Iván Canelas.

jac/LR/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG