confronto sobre autonomias - Mundo - iG" /

Governo boliviano acusa opositores de buscarem confronto sobre autonomias

La Paz, 25 fev (EFE).- O Governo da Bolívia denunciou hoje que os quatro governadores departamentais opositores buscam confrontos e não querem dialogar sobre a aplicação do regime autônomo contemplado na nova Constituição.

EFE |

O porta-voz do presidente Evo Morales, Ivan Canelas, disse que os governadores "impõem cada vez mais novas condições" para não entrar na negociação sobre autonomias, porque, na realidade, "querem optar por um confronto".

Desta forma, Canelas criticou os governadores opositores que rejeitaram participar das reuniões convocadas pelo Governo para discutir a implementação do regime autônomo contemplado na nova Constituição, promulgada em 7 de fevereiro.

Os governadores regionais opositores de Santa Cruz, Beni, Tarija e Chuquisaca criticam o texto constitucional e o modelo autônomo que define por considerarem que é insuficiente para as regiões.

O porta-voz governamental confirmou a intenção do Executivo de aplicar as autonomias, mesmo que os governadores regionais não participem das discussões, mas reiterou que "as portas estarão sempre abertas" para que possam debater o problema.

"O que nos preocupa são as condições que a oposição vai impondo.

São condições sistemáticas (...), hoje há uma nova condição e amanhã certamente haverá outra", insistiu Canelas.

Na sexta-feira, dirigentes cívicos opositores de Santa Cruz, Beni, Chuquisaca e Tarija, além dos de Pando, se reunirão com o Conselho Nacional Democrático (Conalde), que então aglutinavam as forças de oposição a Morales. EFE az/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG