Governo autoriza participação de senadora em libertação de reféns das Farc

Bogotá, 7 jan (EFE).- O Governo colombiano autorizou hoje a senadora de oposição Piedad Córdoba a participar da libertação de seis reféns anunciada pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e reiterou sua confiança em uma missão liderada pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

EFE |

Após se reunir com Córdoba, o alto comissário para a paz, Luis Carlos Restrepo, ressaltou em comunicado que dará "todas as garantias" para a entrega de reféns, e não se pronunciou sobre a participação de uma personalidade internacional que sirva de "fiador".

"O Governo nacional reitera sua confiança no CICV e seguirá brindando todas as garantias para a libertação de seqüestrados anunciada pelas Farc. Igualmente, autoriza a senadora Piedad Cordoba a fazer parte desta missão", ressaltou a mensagem oficial.

Ao fim do encontro, a congressista disse a jornalistas que a reunião foi "positiva" e que, nos próximos dias, se encontrará novamente com Restrepo para saber qual é a decisão final do Executivo.

A segunda reunião entre Córdoba e Restrepo ocorrerá depois que ele se reunir com o presidente colombiano, Álvaro Uribe, para analisar a possível participação de um "fiador" internacional no processo de libertação de seis reféns.

"No tema das libertações, não vai haver imprensa, como garantia de que não se tornará um 'show' de caráter político ou eleitoral, porque o que é preciso resgatar aqui é fundamentalmente o tema das libertações", disse a legisladora.

Além disso, acrescentou que, quando houver uma data para as libertações, se avançará, e especificou que agora "o Governo tem a palavra". EFE fer/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG