Governo argentino convoca legislativas para 28 de junho

Buenos Aires, 27 mar (EFE).- O Governo argentino convocou hoje eleições legislativas para 28 de junho, depois que o Senado aprovou na quinta-feira o projeto de adiantamento do pleito impulsionado pela presidente do país, Cristina Fernández de Kirchner.

EFE |

O Executivo publicou hoje no Diário Oficial a lei validada pelo Parlamento, o decreto presidencial que a promulga e a convocação que deve ser realizada, segundo o Código Eleitoral, pelo menos 90 dias antes do pleito.

O anexo da lei estabelece o cronograma eleitoral, que indica que, em 14 de abril, devem estar confeccionados os censos provisórios, em 28 de abril terminará o prazo para a inscrição de alianças e os candidatos deverão estar definidos em 9 de maio.

Apesar de oficialmente a campanha eleitoral começar em um mês, os partidos políticos discutem nestes dias os nomes de seus futuros candidatos.

Neste sentido, a maior expectativa está no ex-presidente Néstor Kirchner, o "melhor candidato" que a governista Frente para a Vitória pode ter na eleição para deputados nacionais pela província de Buenos Aires, destacam legisladores deste grupo.

Cristina surpreendeu a oposição ao anunciar a proposta de antecipar o pleito em 13 de março, quando advertiu que "seria suicida" para a Argentina estar em uma campanha eleitoral "permanente" em meio à crise financeira internacional.

Imediatamente, a oposição cerrou fileiras em rejeição ao projeto, ao considerar que era uma "mera especulação eleitoral" do Governo.

A Câmara dos Deputados aprovou na semana passada a iniciativa de Cristina, com 136 votos a favor e 109 contra, enquanto o Senado completou nesta quinta-feira o trâmite parlamentar com um resultado de 42 a 26.

Nas eleições deste ano, que a princípio estavam previstas para 25 de outubro, será renovada a metade das 257 cadeiras da Câmara dos Deputados e um terço das 72 do Senado.

As províncias, no entanto, têm o poder de fixar as datas de renovação de suas legislaturas. EFE cw/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG