Governo apresenta medida que permitirá adiar julgamento contra Berlusconi

Roma, 16 jun (EFE).- O Governo italiano apresentou hoje duas novas medidas que serão incluídas no projeto de lei sobre segurança, e que são duramente criticadas pela oposição, já que permitirão suspender momentaneamente um dos julgamentos contra o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi.

EFE |

Uma das duas medidas, apresentadas durante a discussão do projeto no Senado, diz que julgamentos devem ser priorizados segundo o tipo de crime.

A segunda prevê o adiamento por até um ano dos processos menos urgentes relacionados a delitos cometidos até 30 de junho de 2002, e com penas inferiores a 10 anos.

Com a entrada em vigor desta lei, será adiado o julgamento do processo de Berlusconi sobre o pagamento de 580 mil euros ao advogado britânico David Mills para falsificar seus depoimentos em dois processos contra o premiê e dos quais foi absolvido.

Esta possibilidade gerou críticas dos partidos da oposição, que acusaram o Governo de querer aprovar leis "para salvar Berlusconi".

"Como na última legislatura, Berlusconi volta a tentar aprovar leis a seu favor. Evidentemente, ainda não terminou de regular seus negócios pessoais", afirmou o líder do partido Itália dos Valores (IdV), Antonio di Pietro. EFE ccg/wr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG