Berlim, 19 ago (EFE).- O Governo alemão deu hoje sinal verde à vacinação gratuita contra a nova gripe, em uma campanha que começará a partir do final de setembro e que permitirá proteger até 65 milhões de pessoas neste país.

O decreto aprovado hoje no Conselho de Ministros garante a administração gratuita da vacina a qualquer cidadão assegurado que quiser, mas será dada prioridade aos grupos de risco.

Os primeiros a receber a vacina serão pessoas com asma, diabetes, problemas cardiovasculares, obesos ou portadores do vírus HIV, além de pessoal de saúde.

Para a primeira rodada de vacinação, foram solicitados 50 milhões de doses, o que serve para imunizar 25 milhões de pessoas, já que são necessárias duas injeções.

O Governo calcula que cada vacina completa custará cerca de 28 euros.

Os custos das vacinas para até 35 milhões de pessoas ficarão integralmente a cargo dos seguros médicos. A partir de então, os custos serão divididos em partes iguais entre o Estado central e os länder (estados federados).

O acordo sobre a repartição de custos foi possível após longas negociações entre a ministra da Saúde alemã, Ulla Schmidt, e as companhias de seguros, que inicialmente tinham ameaçado aumentar as cobranças se tivessem que arcar com as despesas.

O Governo quer acumular reservas suficientes para vacinar 65 milhões dos 80 milhões de pessoas que vivem na Alemanha.

Até agora, foram registradas 12,5 mil infecções na Alemanha, mas nenhuma vítima fatal. EFE ih/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.