Berlim, 25 abr (EFE).- O Governo federal alemão expressou hoje sua satisfação pela oferta divulgada pelas autoridades de Pequim de abrir o diálogo com o dalai lama para tentar resolver a crise do Tibete.

"Cumprimentamos expressamente este passo", disse o porta-voz do Ministério de Exteriores da Alemanha, Martin Jäger, em entrevista coletiva na qual revelou que Pequim informou anteriormente esta decisão às autoridades alemãs.

Ele acrescentou que o ministro de Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, conversou por telefone sobre a questão durante a última semana em três oportunidades com seu colega chinês, Yang Jiechi.

O porta-voz oficial disse que o Governo da chanceler Angela Merkel espera que este diálogo contribua para solucionar a crise do Tibete.

O vice-presidente da União Democrata-Cristã, Roland Koch, que é amigo pessoal do dalai lama, comentou que a oferta chinesa "é um sinal importante e de esperança".

Esta passagem "demonstra que o que a opinião pública mundial expressa é levado muito a sério pelo Governo chinês", declarou Koch.

EFE jcb/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.