Governo afegão aprova envio de reforços americanos

O Governo afegão deu sinal verde neste domingo ao envio de entre 20.000 e 30.000 soldados americanos suplementares ao Afeganistão, antes do verão (no Hemisfério Norte), e pediu que os soldados sejam mobilizados no sul e na fronteira com o Paquistão, principais fogos da insurreição.

AFP |

"Aprovamos o aumento do número de tropas americanas no Afeganistão", disse à AFP o porta-voz do ministério do Interior, Sultan Ahmad Baheen, "mas temos dois pedidos".

"O primeiro é que estas forças sejam enviadas para as zonas nas quais fazem falta, principalmente à província de Helmand (sul) ou à fronteira leste, por onde os terroristas se infiltram em nosso país", explicou.

"A segunda é que este aumento contribua para intensificar o treinamento e o equipamento das forças de segurança nacionais afegãs, e lhes permita assim melhor combater o terrorismo e defender o país", acrescentou.

Sábado à noite, o chefe do Estado-maior das Forças Armadas americanas, o almirante Michael Mullen, anunciou o envio de até 30.000 militares extras ao Afeganistão antes do verão para reforçar as tropas no país asiático.

Em resposta a este anúncio, os talibãs ameaçaram neste domingo os Estados Unidos de derrotá-los duramente, assim como fizeram com os soviéticos nos anos 80.

sak-emd/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG