Governo acha que 3 mi de italianos podem se infectar com gripe até março

Roma, 14 jul (EFE).- O vice-ministro de Saúde italiano, Ferrucio Fazio, afirmou hoje que podem ocorrer na Itália entre 3 e 4 milhões de contágios pela gripe suína até março do próximo ano, segundo os dados oficiais italianos.

EFE |

Fazio afirmou que, a partir de fevereiro do próximo ano, começará uma segunda fase, na qual receberão a vacina os jovens de entre 2 e 20 anos, e, provavelmente, também as mulheres grávidas.

Os casos de gripe suína detectados na Itália já superam os 100.

O vice-ministro da Saúde italiano explicou que a estratégia de vacinação que Roma seguirá está alinhada à de outros países, como Alemanha e Espanha, que se dirigem para a vacinação de entre 35% e 40% da população nacional.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE fab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG