Johanesburgo, 23 abr (EFE).- O Congresso Nacional Africano (CNA) mantém uma ampla vantagem sobre os demais partidos, depois da apuração de 14,2% dos votos das eleições gerais da África do Sul, informou hoje a Comissão Eleitoral Independente (CEI).

Segundo a CEI, o CNA aparece com 2.078.352 (63%) dos votos apurados, quase dois terços da Assembleia Nacional, o que lhe possibilitaria reformar a Constituição sem recorrer a alianças.

Com isso, Jacob Zuma, o controvertido líder do CNA, se transformaria no próximo presidente da África do Sul.

Os últimos dados da CEI assinalam que foram apurados 3.304.062 votos, que representam 14,2% dos 23.181.275 eleitores registrados no país.

Em segundo lugar na apuração aparece a Aliança Democrática (DA, na sigla em inglês), com 636.637 votos (19,3%).

O CNA lidera ainda a apuração em oito das nove províncias, enquanto a DA está em primeiro no Cabo Ocidental. EFE cho/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.