Governista Malam Bacai Sanhá é o novo presidente da Guiné-Bissau

Johanesburgo, 29 jul (EFE).- Malam Bacai Sanhá, do governista Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), venceu as eleições presidenciais da Guiné-Bissau com 63,31% dos votos, segundo o jornal digital Notícias Lusófonas, citando fontes da Comissão Eleitoral.

EFE |

As eleições presidenciais da Guiné-Bissau tiveram segundo turno disputado no domingo entre Sanhá e Kumba Yalá, do Partido da Renovação Social (PRS).

Os dois candidatos asseguraram ao enviado da União African (UA), o diplomata angolano João Miranda, que aceitariam os resultados eleitorais, e Yalá cumpriu hoje a promessa e felicitou publicamente o adversário.

O "Notícias Lusófonas" afirmou que agora a expectativa é para ver se Sanhá e Yalá respeitarão o memorando de entendimento que firmaram no fim de semana passado e através do qual se comprometeram a "trabalhar em conjunto para conseguir a estabilidade e o desenvolvimento do país".

Cerca de 140 observadores internacionais, entre eles 57 da União Africana e 21 enviados pela União Europeia (UE), supervisionaram o pleito, e todos coincidiram em que os mesmos aconteceram de maneira "livre, justa e transparente".

"As eleições estiveram bem organizadas e foram pacíficas, livres e transparentes", assegura o relatório dos observadores europeus liderados pelo eurodeputado Johan van Hecke.

As eleições presidenciais foram convocadas depois que o presidente João Bernardo "Nino" Vieira morreu baleado por um grupo de soldados em 2 de março, aparentemente como vingança pela morte -no dia anterior, em um atentado com carro-bomba- do chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, general Tagme Na Wai.

Os incidentes deixaram a Guiné-Bissau, um dos Estados mais instáveis e pobres de África Ocidental, em uma situação de confusão total e ameaçaram devolver o país à série de distúrbios e golpes militares que o caracterizaram desde sua independência de Portugal, em 1974. EFE jm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG