Governantes coincidem em coordenar regulação de mercados

Washington, 15 nov (EFE).- Os governantes que discursaram na cúpula do G20 realizada hoje a portas fechadas em Washington coincidiram na necessidade de restaurar a confiança dos mercados e coordenar as medidas reguladoras que cada país venha a tomar.

EFE |

Segundo informaram fontes da delegação espanhola presentes na reunião, os primeiros a discursar foram os representantes do Brasil, China, Indonésia, México, França e Espanha.

Os chefes de Estado e de Governo destacaram a urgência de retomar a confiança dos mercados e dos próprios cidadãos em suas economias.

Todos eles, menos a França, destacaram que é necessário reformar os fóruns econômicos atuais para incorporar novos países.

Outro ponto nos quais coincidiram, em termos gerais, foi reformar os mercados financeiros, introduzindo uma maior transparência e exigindo maior responsabilidade do mercado especulativo e dos diretores que cobram salários exorbitantes.

Todos opinaram a favor de que cada Estado possa adotar suas próprias medidas reguladoras, mas de maneira coordenada, porque, segundo eles, é a única maneira de vencer a crise econômica e financeira mundial.

Outro ponto onde há consenso é a necessidade de criar grupos de trabalho para estudar os problemas que ocorrerem, e de reforçar o papel do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional.

Alguns dos chefes de Governo assinalaram que a atual crise tem sua origem em uma globalização sem controle, disciplina nem regras, e coincidiram em que é preciso evitar que a economia financeira acabe contaminando a "economia real". EFE nl-pgp/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG