Governador de Pando abandona diálogo após ação militar em aeroporto

La Paz, 12 set (EFE).- O governador regional de Pando, o opositor Leopoldo Fernández, abandonou nesta sexta-feira o diálogo com o Governo de Evo Morales como conseqüência dos choques ocorridos no aeroporto de Cobija, que teriam matado pelo menos uma pessoa.

EFE |

Fernández disse à emissora de TV "PAT" que já não se sente representado por seu colega de Tarija, Mario Cossío, que se reúne hoje com o vice-presidente, Álvaro García Linera, para buscar uma solução à crise que atinge a Bolívia há três semanas.

Os conflitos mais graves aconteceram em Pando, onde o Governo de Evo Morales decretou o estado de sítio.

"Disse a Mario que não me representasse mais, porque não poderia, como representante da minha região, dialogar em uma circunstância como esta", disse Fernández, em alusão ao enfrentamento no aeroporto.

A reunião de Cossío com o vice-presidente tentará estabelecer as bases de uma negociação que permita pôr fim ao conflito político que atinge as regiões de Santa Cruz, Tarija, Pando e Beni, aliadas na luta para conseguir a autonomia. EFE ja/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG