Ancara, 11 jul (EFE).- O Governador de Istambul, Muammer Guler, assegurou hoje que o atentado perpetrado na quarta-feira contra o consulado americano em Istambul foi um ataque suicida.

"Agora é definitivo: sabemos que se tratou de um ataque suicida.

Estamos investigando as conexões do atentado com o exterior", disse Guler à imprensa.

Neste momento, não há informações definitivas sobre a organização que ordenou o ataque, embora o governador tenha especificado que foram três pessoas armadas que atentaram contra o consulado dos Estados Unidos em Istambul, na manhã de 9 de julho.

No tiroteio com as forças que velavam pela segurança da representação diplomática morreram três policiais e os três agressores.

Por enquanto, há 10 detidos que estão sendo interrogados, disse o governador, acrescentando que também foi detido o motorista do automóvel que levou os três agressores ao consulado.

Guler rejeitou supostas informações de que havia um carro-bomba e outra equipe de pessoas preparada para um novo atentado em Istambul.

EFE wr/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.