Governador de Illinois é preso por negociar vaga de Obama no Senado

O governador de Illinois (norte dos EUA), estado representado no Senado pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, foi detido nesta terça-feira sob a acusação de corrupção, informou a justiça.

AFP |

Rod Blagojevich, de 51 anos, apareceu no tribunal de roupa esportiva e não fez comentários, antes de pagar uma fiança de 4.500 dólares e ser libertado.

O governador é acusado de ter tentado vender a cadeira no Senado de Barack Obama, após a eleição dele como presidente dos Estados Unidos, no dia 4 de novembro.

Blagojevich e seu assessor John Harris também estão envolvidos em ameaças relacionadas a suspender a ajuda concedida pelo governo de Illinois ao grupo de imprensa Chicago Tribune, a fim de "provocar uma fuga dos editorialistas do jornal", informou o secretário da promotoria em comunicado.

"A amplitude da corrupção contida nas atas de acusação é surpreendente", comentou o procurador Patrick Fitzgerald, na nota.

"Blagojevich colocou um cartaz À Venda, relacionado à nomeação de um senador para os Estados Unidos, envolveu-se pessoalmente na prática de subornos com a precipitação de um vendedor que deve atingir seu objetivo anual, e usou o escritório de maneira ilícita para tentar amordaçar as críticas de editorialistas".

Blagojevich foi pego de calças curtas por escutas autorizadas pela justiça de conversas relacionadas a benefícios que poderia tirar do fato de que cabe ao governador de um Estado nomear um senador americano quando a cadeira fica vaga, segundo a ata de acusação de 76 páginas.

Ele teria evocado várias opções em troca da vaga: receber um salário substancial trabalhando para um sindicato ou uma fundação de caridade, colocar sua mulher em conselhos de administração de empresas nos quais seria paga com 150.000 dólares por ano, a promessa de dinheiro de campanha, ou ainda um cargo de embaixador para ele próprio.

Prev "As acusações anunciadas hoje revelam claramente que o escritório do governador nada mais era que um vetor de enriquecimento pessoal (...) levando a vida política de Illinois a um nível ainda mais baixo", declarou Robert Grant, agente especial do birô do FBI de Chicago.

Um porta-voz do governador Blagojevich, contactado pela AFP, não quis fazer comentários.

Barack Obama se disse hoje "entristecido" pela detenção de Blagojevich, mas destacou que jamais teve qualquer contato com o governador.

"Estou entristecido e chocado com a notícia", declarou Obama em entrevista coletiva. "Nunca tive qualquer contato com o governador ou seus assessores, e não estava a par do que acontecia".

"Como se trata de uma investigação em andamento envolvendo o governador, acho que não é oportuno comentar o caso", acrescentou o presidente eleito.

mso/sd/yw/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG