Governador de Illinois é preso acusado de corrupção

CHICAGO (Reuters) - O governador do Estado norte-americano de Illinois, Rod Blagojevich, foi preso nesta terça-feira por acusações que incluem ter tentado vender o posto no Senado que ficará vago com a saída do presidente eleito Barack Obama, disseram promotores federais. Blagojevich, de 51 anos, e seu chefe de gabinete, John Harris, foram acusados formalmente em um documento de 76 páginas de conspiração e fraude, além de exigência de suborno. Os dois foram presos em suas residências em Chicago.

Reuters |

Em Illinois, o governador pode escolher um sucessor quando uma vaga no Senado é desocupada no meio do mandato. Obama renunciou a seu cargo no Senado pouco depois de vencer as eleições presidenciais do dia 4 de novembro.

O preenchimento da vaga de Obama no Senado não ficou claro. Republicanos e Democratas de Illinois pediram imediatamente para que Blagojevich renuncie, permitindo que o representante eleito do governador, que também é um democrata, assuma o cargo. De acordo com a lei do Estado, Blagojevich ainda poderia fazer a indicação ao Senado mesmo se indiciado.

Mas promotores federais disseram que agiram antes que o governador pudesse fazer uma escolha para o Senado.

Blagojevich e seu gabinete não comentaram as acusações. O governador deve comparecer a um tribunal ainda na terça-feira.

Os promotores afirmaram que Obama não está envolvido no incidente.

"Devo deixar claro que a denúncia não faz alegações sobre o presidente eleito", disse o promotor federal Patrick Fitzgerald em nota.

Assessores de Obama não comentaram imediatamente sobre as acusações contra o governador, mas disseram que a equipe de transição soltaria uma nota.

Blagojevich teria sido descoberto em uma série de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça no mês passado.

Ele buscava um bom salário em uma fundação sem fins lucrativos ou afiliada a um sindicato, uma vaga em um conselho corporativo para sua mulher, promessas de verbas de campanha, e também um cargo de gabinete ou de embaixada por sua escolha para o Senado, acrescentou um documento do FBI.

Blagojevich, que está em seu segundo mandato, é o último de uma série de governadores de Illinois a apresentar problemas com a lei. Seu antecessor imediato, George Ryan, está na prisão após uma condenação por corrupção.

(Reportagem de Michael Conlon e James Vicini; Kyle Peterson e Karen Pierog em Chicago)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG