Governador com amante argentina escapa do impeachment

Legisladores da Carolina do Sul decidiram nesta quarta-feira manter no cargo o governador Mark Stanford, que corria o risco de impeachment por abuso de poder e abandono de função para visitar sua amante na Argentina.

AFP |

Uma comissão parlamentar, composta por 25 membros, a maioria republicanos como Stanford, estimou que não há elementos suficientes para o processo de impeachment, e optou por uma resolução de censura contra o governador.

"Concordo com a razoável decisão do Comitê de rejeitar o julgamento político", disse Sandford. "Temos sido aliados incondicionais dos contribuintes e seguiremos assim nos próximos 13 meses".

O segundo mandato de Sandford termina em janeiro de 2011.

Sanford, 49 anos, casado e pai de quatro filhos, ficou no olho do furacão em meados de 2009, quando veio à tona seu romance com uma mulher argentina.

A esposa do governador apresentou o pedido de divórcio na sexta-feira passada.

Segundo a denúncia, Sandford organizou em 2008 uma missão comercial à Argentina, com dinheiro do Estado, com o objetivo de visitar a amante.

jco/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG