O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, com a popularidade cada vez mais em baixa, tentou nesta quarta-feira recuperar a iniciativa política anunciando um pacote de medidas sociais no qual se destacam melhorias nos setores de habitação, educação e saúde.

Estas medidas - que são uma prévia do programa legislativo do Governo para o próximo ano - foram anunciadas por Brown duas semanas depois que seu partido trabalhista sofreu o seu maior revés eleitoral em mais de quatro décadas, nas eleições locais na Inglaterra e em Gales, no dia 1o de maio.

Estas medidas farão parte do programa legislativo de seu governo a ser detalhado no discurso que será lido pela rainha Elisabeth II na abertura formal do Parlamento, em novembro, afirmou Brown, em um discurso na Câmara dos Comuns.

O objetivo deste programa é "construir um Reino Unido mais próspero e justo", declarou Brown, revelando as medidas contidas no esboço de discurso da Rainha.

Brown, que foi contestado por membros de seu próprio partido por um projeto orçamentário que prejudicava as famílias mais pobres, tenta assim recuperar o apoio do eleitorado, que o castigou duramente nas eleições locais.

O atual contexto explica também a iniciativa do ministro britânico das Finanças, Alistair Darling, de anunciar na véspera ajudas econômicas para os setores menos favorecidos com recursos reduzidos pela reforma fiscal do governo, que elimina a escala mais baixa do imposto sobre a renda.

Após a crise do banco Northern Rock, o programa de Governo de Brown inclui também uma reforma do sistema de regulação bancária.

ame/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.