Londres, 8 set (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, o trabalhista Gordon Brown, reúne hoje seu Gabinete em Birmingham (centro da Inglaterra) para tentar relançar sua discutida liderança e melhorar sua popularidade, em baixa nas pesquisas de opinião.

Após o recesso de verão, Brown quer retomar a iniciativa política com uma reunião de seu Governo fora de Londres, gesto sem precedentes desde 1921, quando o então chefe do Executivo, o liberal David Lloyd George (1863-1945), reuniu seus ministros em Inverness (Escócia) para analisar a renúncia da Irlanda à monarquia britânica.

Segundo um documento oficial divulgado antes da reunião, o líder trabalhista - cuja popularidade está muito baixa segundo pesquisas - sublinhará perante seu Gabinete que o Reino Unido pode sair da atual crise econômica como um país "mais forte, mais seguro e mais justo".

No mês passado, o Governo confirmou que a economia britânica não cresceu no segundo trimestre do ano, um fato inaudito nos últimos 16 anos.

Além disso, o ministro das Finanças do Reino Unido, Alistair Darling, advertiu no final de agosto que o país enfrenta possivelmente a pior crise econômica em 60 anos.

À vista desses dados, não surpreende, pois, que a economia vá ser a prioridade do encontro de Birmingham.

Espera-se que Brown anuncie uma bateria de propostas para impulsionar a economia, entre elas um programa de apoio às indústrias que respeitem o meio ambiente, o que poderia gerar um milhão de empregos.

O líder trabalhista tentará recuperar a confiança do eleitorado e de parte de seu próprio Gabinete, depois que o ministro de Assuntos Exteriores, David Miliband, fez em julho um apelo público para que o Governo realize mudanças "radicais" se quer vencer seu quarto mandato eleitoral. EFE pa/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.