Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Gordon Brown defende tropas no Afeganistão apesar do número de soldados mortos

O governo britânico defendeu nesta segunda-feira a presença de suas tropas no Afeganistão, onde o número de militares britânico mortos desde a invasão de 2001 chegou a 100.

AFP |

De acordo com o ministério da Defesa britânico, o saldo de vítimas atingiu este número no domingo, depois que três soldados faleceram em um atentado suicida no domingo,

"Quatro soldados ficaram feridos no ataque e foram levados para o hospital", afirma um comunicado. Apenas um sobreviveu.

O atentado aconteceu na província meridional de Helmand, região onde está mobilizada a maioria das tropas britânicas da Força Internacional de Assistência e Segurança (Isaf) da Otan.

O chefe do Estado-Maior britânico, Sir Jock Stirrup, e o ministro da Defesa, Des Browne, insistiram que estão sendo registrados progressos no Afeganistão e que os soldados não morreram em vão.

A Grã-Bretanha tem atualmente 7.800 soldados no Afeganistão.

O primeiro-ministro Gordon Brown prestou homenagem aos soldados mortos no Afeganistão e destacou o esforço das tropas britânicas no país asiático.

"Quero prestar tributo à coragem dos 100 millitares britânicos que entregaram suas vidas no Afeganistão a serviço de seu país", declarou Brown, insistindo, em seguida, que os soldados britânicos ajudaram a transformar o país que até então era "um refúgio de terroristas".

"Eles pagaram um preço muito alto, mas conseguiram algo muito valioso: transformaram uma região que servia de abrigo a terroristas numa democracia emergente", declarou Brown em um comunicado.

"Não creio que a democracia no Afeganistão teria sobrevivido sem a Otan e o apoio da ONU, e as forças britânicas estiveram na primeira linha desse esforço internacional e a defenderam com grande coragem e profissionalismo", concluiu.

A Grã-Bretanha tem atualmente 7.800 soldados no Afeganistão, a maior parte na província de Helband.

ame/fp/cn

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG