Golpistas impedem Zelaya de encontrar bispo e candidato presidencial

Tegucigalpa, 25 set (EFE).- O Governo de fato de Honduras presidido por Roberto Micheletti impediu hoje que o bispo católico Luis Alfonso Santos e o candidato presidencial César Ham pudessem se reunir com o presidente deposto do país, Manuel Zelaya.

EFE |

Em declarações à Agência Efe, César Ham disse que a visita "talvez seja possível amanhã" e que Zelaya negociou, mas "o Governo golpista de Micheletti não deu permissão para chegar à Embaixada do Brasil", onde o governante deposto está refugiado desde a segunda-feira passada, após 86 dias de exílio.

Santos conseguiu apenas falar por telefone com Zelaya, que reclamou dos gases e sons estridentes usados pelos militares contra a embaixada do Brasil, segundo a rádio "Globo".

Nesta quinta-feira, o bispo auxiliar de Tegucigalpa, Juan José Pineda, conseguiu entrar na sede diplomática para falar com o presidente deposto.

Também ontem, Zelaya recebeu diversos candidatos à Presidência de Honduras e anunciou que receberia hoje César Ham e o postulante independente Carlos Reyes. EFE gr/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG