Golpistas e zelayistas celebram a indepedência de Honduras em separado

O governo de fato de Honduras celebrou nesta terça-feira com um breve desfile oficial o dia da independência, enquanto que os partidários do deposto Manuel Zelaya participaram uma uma marcha organizada em meio a fortes medidas de segurança.

AFP |

O desfile oficial - sem a pompa tradicional dedicada ao ato - terminou no Estádio Nacional, onde se encontravam o presidente de fato, Roberto Micheletti, os membros de seu gabinete e os chefes das Forças Armadas.

"Com visto ou sem visto, os hondurenhos são hondurenhos", cantavam os participantes de uma manifestação em repúdio aos Estados Unidos, que retirou o visto de entrada de Micheletti e dezenas de colaboradores.

"Depois de 80 dias, a luta não para", cantavam, por sua vez, os participantes de uma enorma manifestação dos seguidores de Zelaya, realizada em outra zona de Tegucigalpa.

Micheletti prometeu realizar eleições no dia 29 de novembro e entregar o poder em 27 de janeiro de 2010, dia em que terminaria o mandato de Zelaya. No entanto, a comunidade internacional alertou que não reconhecerá as eleições se forem realizadas pelo governo de fato.

nl/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG