Um total de 65 emigrantes clandestinos transportados em três barcos morreram ou são considerados desparecidos desde segunda-feira, quando tentaram fazer a travessia entre a Somália e as costas do Iêmen, anunciou o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur).

"Dezesseis pessoas morreram e 49 estão desaparecidas, supostamente mortas", afirmou a porta-voz do Acnur, Melissa Fleming.

dro/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.