New Yorker - Mundo - iG" /

Gerente que ficou dois dias preso no elevador vira artigo na New Yorker

SÃO PAULO - A revista norte-americana New Yorker conta nesta semana a história real do gerente de produção Nicholas White, que ficou 41 horas preso em um elevador do prédio onde trabalhava, em Nova York. O circuito interno de segurança registrou a angústia do gerente, que passou pela experiência em outubro de 1999. Clique na imagem ao lado e assista ao vídeo retirado do YouTube.

Redação |

Nicholas White, que trabalhava além do expediente numa sexta-feira, havia descido ao térreo para fumar um cigarro. Na volta ao escritório, localizado no 43º andar, o gerente sentiu um tranco, as luzes se apagaram e o elevador parou, de acordo com a revista.

Após pressionar o botão de emergência, o funcionário verificou o teto do elevador e forçou a abertura das portas, mas viu que não havia saída por estar estagnado entre dois andares.

Segundo o relato da "New Yorker", White não quis danificar o elevador por ser um "empregado exemplar" ou fumar para evitar riscos de incêndio e desidratação. Com o barulho constante do alarme, ele começou a ter alucionações auditivas e, depois de um certo tempo, passou a considerar a morte.

Ele estava sem relógio e sem celular. Sem ter como se comunicar, foi resgatado dois dias depois, na segunda-feira.

  • Leia o artigo completo na revista New Yorker

    Leia tudo sobre: elevadornew york

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG