Baby Boomer está na vanguarda do consumo americano - Mundo - iG" /

Geração Baby Boomer está na vanguarda do consumo americano

Washington, 9 jul (EFE) - Os Baby Boomers, os americanos que nasceram durante os anos posteriores à Segunda Guerra Mundial, lideram o consumo dos Estados Unidos, apesar de serem freqüentemente esquecidos pelas empresas de marketing. Orgulhosas de ter aproximadamente 50 anos, as supermodelos Kim Alexis e Beverly Johnson revelaram hoje um estudo da cadeia de televisão a cabo TV Land, que aprofunda a pesquisa a respeito dos hábitos de compra deste grupo de adultos entre 40 e 60 anos. Muitas pessoas se reinventam aos 40, porque a beleza pode ser celebrada em qualquer idade, disse Alexis, que, aos 47 anos, possui medidas que ainda despertam inveja. Esta loira de cabelos compridos explicou que, atualmente, os Baby Boomers, citados no estudo como a Generation Buy, representam 78 milhões de adultos com um estilo de vida e necessidades específicas constantemente subestimadas pelas indústrias da moda e do entretenimento. Temos uma vida mais rica do que a que as gerações anteriores tiveram, portanto, já é hora de as empresas de marketing lidarem com estas mudanças, disse a ex-modelo. Perto de alcançar seu nível máximo de lucro, este conjunto populacional se caracteriza por ter uma mente aberta e em transformação, pouco fiel às marcas, além de ser, em muitas ocasiões, responsável financeiramente tanto pelos filhos quanto pelos pais. Contrariando as crenças populares, não só os Baby Boomers gastam mais dinheiro com eles mesmos do que as pessoas ab...

EFE |

Perguntada pelas tendências políticas dos "Baby Boomers", Alexis afirmou que, provavelmente, este conjunto da população está buscando um candidato que realmente proporcione uma mudança, além do partido ao qual pertençam.

"Levando em conta que a 'Generation Buy' registra os índices mais altos de divórcio, não acho que mudar de partido político seja um grande problema para eles", afirmou Larry Jones, o presidente da "TV Land", cadeia que atualmente emite um programa do qual participam os dois ícones da moda.

O empresário disse que o estudo define esta parcela da população, à qual também pertence, como "compradores promíscuos, com hábitos em transformação e bom senso".

"Cerca de 91% dos consumidores com idades compreendidas entre os 40 e 59 anos buscam a marca que proporcione mais valor qualitativo, ao contrário de 83% dos compradores de idades inferiores", afirmou.

Alheios às opiniões e atenções da indústria de consumo, parece que os "Baby Boomers" continuarão forjando suas próprias tendências, tão diferentes das que marcaram seus antepassados.EFE ag/bm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG