A Geórgia compartilha parte da culpa pelo início dos confrontos entre forças georgianas e russas em sua região separatista da Ossétia do Sul, disse neste sábado um integrante do alto escalão do Departamento de Estado americano, que pediu para não ser identificado.

"A Geórgia tem parte da responsabilidade? Claro que sim, sem dúvida", respondeu ele a um jornalista.

"Durante todo esse período, pressionamos o governo georgiano, convincente ou vigorosamente, para que fossem comedidos e evitassem (...) qualquer conflito militar com as forças russas e qualquer escalada, ou seja, fomos bastante claros", completou a mesma fonte.

pmh/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.