Geórgia retira mil soldados do Iraque para enviá-los à Ossétia do Sul

A Geórgia decidiu retirar metade de seu contingente do Iraque - cerca de mil homens - para enfrentar uma intervenção militar russa na república separatista da Ossétia do Sul, declarou nesta sexta-feira o secretário do Conselho de Segurança georgiano, Alexander Lomaya.

AFP |

"O governo georgiano decidiu retirar metade de seu contingente do Iraque. Assim, mil soldados georgianos vão deixar muito em breve o país árabe", disse Lomaya.

"A Geórgia está enfrentando uma intervenção militar russa de envergadura, e precisa de seus soldados aqui", explicou.

Em Washington, a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, conclamou a Rússia a "respeitar a integridade territorial da Geórgia e a retirar suas tropas de combate" deste país, segundo um comunicado publicado nesta sexta-feira pelo departamento de Estado.

"Os Estados Unidos apelam para um cessar-fogo imediato no conflito " disse Rice.

"Apelamos a Rússia a pôr um fim aos ataques na Geórgia com aviões e mísseis, respeitando a integridade territorial do país, retirando suas forças de combate do solo georgiano" afirmou.

O governo da Geórgia havia pedido, antes, às forças militares dos Estados Unidos o fornecimento de aviões para retirar tropas do país no Iraque, informou um militar americano.

Segundo ele, a situação estava sendo estudada pelo Departamento de Estado.

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG