Geórgia quer retirada russa de setor da Ossétia do Sul até esta sexta

O governo georgiano considera que o acordo sobre a retirada russa das zonas de segurança da Geórgia só será cumprido integralmente quando os soldados russos se retirarem do distrito de Ajalgori até esta sexta-feira, no mais tardar, declarou o secretário do Conselho Nacional de Segurança, Alexander Lomaia.

AFP |

O distrito de Ajalgori, cujo acesso é controlado por soldados russos, fazia parte da região autônoma da Ossétia do Sul na época da União Soviética.

Na véspera, as forças russas abandonaram completamente a zona de segurança entre a região separatista georgiana da Abkházia e Geórgia, e estavam se retirando da zona próxima à Ossétia do Sul, conforme indicou um porta-voz do ministério georgiano do Interior, Shota Utiachvili.

Indagado a respeito, o presidente russo, Dmitri Medvedev, afirmou que as tropas russas concluiriam ainda nesta quarta-feira, "antes da meia-noite", a retirada das zonas de segurança da Geórgia.

"Eu gostaria de informar que hoje (quarta-feira) será concluída a evacuação das tropas russas da Geórgia", indicou Medvedev durante a World Policy Conference (WPC).

A Rússia começou a fazer nesta quarta-feira a retirada da maioria de seus soldados enviados à Geórgia para fora das zonas separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia, dois dias antes da data limite, enquanto Medvedev está na França.

A imprensa já havia anunciado que uma coluna de blindados e tanques russos deixou nesta quarta-feira o principal posto de controle perto da região separatista georgiana da Ossétia do Sul na etapa final de sua retirada das zonas de segurança na Geórgia.

As tropas russas entraram na Geórgia em 8 de agosto por causa da intervenção de Tbilisi para tentar retomar o controle da Ossétia do Sul.

cls-mm/lm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG