Geórgia pede que UE aplique sanções caso Rússia não retire tropas

Bruxelas, 20 ago (EFE).- A ministra de Assuntos Exteriores da Geórgia, Eka Tkeshelashvili, pediu hoje à União Européia (UE) que suspenda sua cooperação com Moscou caso as tropas russas não se retirem de território georgiano, como estabelece o acordo de paz assinado pelas duas partes.

EFE |

Após comparecer perante a comissão de Assuntos Exteriores do Parlamento Europeu, que hoje analisou o conflito na Geórgia, a ministra defendeu, além disso, a necessidade de que os 27 países-membros se comprometam com a situação, com o envio de observadores e uma futura missão de manutenção da paz.

"Este é um conflito que envolve toda Europa e no qual a UE deve ser firme", assegurou Tkeshelashvili, em declarações à imprensa.

Para a ministra, caso as tropas russas não voltem às posições que tinham antes da eclosão das hostilidades, o ideal seria que a UE tomasse medidas políticas contra Moscou.

Como exemplo, assinalou que os 27 países-membros poderiam suspender sua cooperação estratégica com a Rússia ou bloquear sua entrada na Organização Mundial do Comércio (OMC).

Ela afirmou que, por enquanto, "não há sinais de uma retirada das forças russas", mas sim que a presença militar de Moscou "está se ampliando".

Tkeshelashvili duvidou também que o contingente de 20 observadores enviado à Geórgia pela Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) possa exercer um trabalho eficaz na supervisão do cessar-fogo dado seu número e seu mandato.

"Não haverá nenhuma possibilidade de observar as zonas em que a Rússia tem o controle completo", assegurou. EFE mvs/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG