Bruxelas, 12 ago (EFE).- As autoridades georgianas pediram hoje à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) uma presença mais ativa da Aliança em seu território, assim como assistência militar para reconstruir as infra-estruturas danificadas pelos ataques russos.

Assim disse o representante georgiano na Otan, Revaz Beshidze, após manter uma reunião com os embaixadores dos países-membros para analisar o conflito em torno da região separatista da Ossétia do Sul.

Beshidze avaliou as mostras "de solidariedade e compreensão dos aliados", mas insistiu na mudança que representou a invasão de seus país pelas tropas russas e na necessidade de mais envolvimento por parte da Otan.

"Pedimos à Aliança que reconsidere a situação, levando em conta a segurança na zona", disse o embaixador. EFE epn/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.