Geórgia não reconhece eleições na Ossétia do Sul

Tbilisi, 1º jun (EFE).- A Geórgia assegurou hoje que não reconhece as eleições parlamentares realizadas no domingo na região separatista georgiana da Ossétia do Sul, cuja independência foi reconhecida apenas por Rússia e Nicarágua.

EFE |

"É impossível que eleições realizadas pelo Governo de Tskhinvali (capital da Ossétia do Sul) sejam reconhecidas como legítimas", disse David Bakradze, presidente do Parlamento georgiano.

Bakradze ressaltou que "tais eleições não cumprem com nenhuma das normas internacionais".

O partido governista Unidade venceu o pleito com 46,38% dos votos. Estas foram as primeiras eleições na Ossétia do Sul desde a guerra russo-georgiana de agosto de 2008.

Segundo a Comissão Eleitoral Central, 81,93% dos eleitores deram o seu voto.

Mais de 50 mil eleitores foram convocados às urnas, sendo 37 mil deles residentes na Ossétia do Sul e o restante na vizinha república russa da Ossétia do Norte, em Moscou e outras regiões russas.

Não participaram das eleições os quase 30 mil georgianos que foram forçados a fugir da Ossétia do Sul após a guerra de agosto passado.

Observadores internacionais, em sua maioria parlamentares russos, supervisionaram o andamento do pleito. EFE mv-io/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG