Geórgia entra com demanda contra Rússia no TPI por limpeza étnica; Rússia responde

A Geórgia apresentou nesta terça-feira uma demanda contra a Rússia por limpeza étnica no Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia, anunciou o governo georgiano em comunicado.

AFP |

Segundo o texto, "os supostos atos de limpeza étnica em território de soberania georgiana por parte da Federação da Rússia teriam sido praticados entre 1993 e 2008".

O período mencionado diz respeito a quando os soldados russos começaram a operar em território georgiano na qualidade de forças de paz, no início dos anos 90, precisou o texto.

Por sua vez, a justiça russa vai colher entre os habitantes de Abkhásia e Ossétia do Sul denúncias por supostos crimes de guerra contra os dirigentes georgianos, para enviá-las também ao Tribunal Penal Internacional, informou o procurador-geral Yuri Chaika, citado pela Interfax.

Já a Corte Européia dos Direitos Humanos recomendou nesta terça-feira à Rússia abster-se de toda medida "suscetível de ameaçar a vida ou a saúde de populações civis" na Geórgia, respondendo, assim, a um requerimento urgente apresentado segunda-feira pelas autoridades georgianas.

O governo georgiano assegura à Corte Européia ter sido vítima por parte de Moscou de violações dos artigos 2 (direito à vida) e 3 da Convenção Européia dos Direitos Humanos (proibição de tratamentos desumanos e degradantes), assim como prejuízos à propriedade.

im-mm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG